Conquistando “QUIMIVILLE”

o lúdico no ensino- aprendizagem dos conteúdos de Química na EJA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31417/educitec.v7.1350

Palavras-chave:

Educação de Jovens e Adultos, Jogos, Química, Aprendizagem Significativa

Resumo

O ensinar química deve ser instigador, problematizador e desafiador, de uma forma que o intuito seja a construção do saber científico do aluno. Desta forma, o presente trabalho, de forma descritiva, procurou contribuir como instrumento motivador para a aprendizagem de conhecimentos na área de ciências, com enfoque em química. Percebe-se que mesmo com as diversas produções atuais acadêmicas, faltam produtos que retratem a realidade do professor nas salas de aula na Educação de Jovens e Adultos (EJA), particularmente, com conteúdo de química. Com a intenção de auxiliar nos desafios vividos pelos profissionais da educação e pelos alunos, no contexto escolar da EJA, e de aguçar a curiosidade e o interesse no aprendizado, buscou-se trazer para a sala de aula a ludicidade. Destarte, o objetivo deste trabalho foi de elaborar um jogo de tabuleiro que torne o conteúdo da Tabela Periódica mais claro e acessível, instigando a problematização e contextualização do mesmo. O trabalho está embasado na teoria da Aprendizagem Significativa que se enquadra na realidade atual dos alunos e professores da EJA, que trazem toda sua vivência para ser compartilhada em sala de aula. Para tanto, construiu-se um jogo no qual explicitaremos aqui sua sequência de elaboração, bem como, discutiremos formas de implementá-lo nas aulas de química para a EJA. O trabalho ressalta a importância da contextualização da química por meio do jogo QuimiVille, que familiariza os alunos com a Tabela Periódica, fomentando que o processo de ensino e aprendizagem seja concreto, contextualizado e significativo.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Taíssa Marinho Crespo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Graduada em Ciências Biologicas (Licenciatura) pela UFRJ, pós Graduanda em Educação de Jovens e Adultos pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro(IFRJ) e Mestranda em Engenharia Ambiental. Professora e pesquisadora na área de Biologia e Química em EJA.

Valéria da Silva Vieira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Programa de Pós Graduação de Ensino de Ciência (PROPEC)

Referências

ALVARADO-PRADA, L. E.; FREITAS, T. C.; FREITAS, C. A. Formação continuada de professores: alguns conceitos, interesses, necessidades e propostas. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 10, n. 30, p. 367-387, maio/ago. 2010.

ARROYO, M. G. Educação de jovens-adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria Amélia G. C.; GOMES, Nilma Lino (orgs.). Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 19- 50.

CAETANO, Elisa; VIEIRA, Valéria. EJA em ação. Nilópolis, 2018. Disponível em: http://bit.ly/2DMMaxt. Acesso em: 10 nov. 2019.

CARVALHO, J. A. et al.. Andragogia: considerações sobre a aprendizagem do adulto. In: REMPEC – Ensino, Saúde e Ambiente, v.3, nº 1, p. 78-90 abril 2010. Disponível em: http://www.ensinosaudeambiente.uff.br. Acesso em: 28 fev. 2020.

CARVALHO, L. S.; GUIMARÃES DE AZEVEDO, L.; MIRANDA GUIMARÃES, A. P. Avaliação qualitativa e quantitativa do uso do jogo da memória no ensino de tabela periódica. Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico (EDUCITEC), v. 6, 086720, 2020. Disponível em: http://doi.org/10.31417/educitec.v6i. Acesso em: 28 jun.2020.

FREIRE, Paulo. A EDUCAÇÂO é um ato político. Cadernos de Ciência, Brasília, n. 24, p.21-22, jul./ago./set. 1991.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 68a. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2019.

GUIMARÃES, M. B.; CASTRO, D.L. Unidade de Ensino Potencialmente Significativo Usando a Estratégia Cooperativa Jigsaw em Aulas de Química, ARETÉ, v. 11, p. 202-215, 2019.

HUIZINGA, Johan. Homo Ludens: o jogo como elemento de cultura. 4ª ed. São Paulo: Perspectiva, 1996.

LUTZ. M. R.; SOUZA. L. B.; MANN. M. S. A Implantação do Lúdico como Forma de Aprendizagem de Biologia a Alunos do Ensino Médio na Modalidade PROEJA. EJA em Debate. Ano 7.n.11, 2018. Disponível em: http://periodicos.ifsc.edu.br/. Acesso em: 05 maio. 2020.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem Significativa, Organizadores Prévios, Mapas Conceituais, Diagramas V e Unidades de Ensino Potencialmente Significativas. Material de apoio para o curso Aprendizagem Significativa no Ensino Superior: Teorias e Estratégias Facilitadoras. PUCPR, 2012a.

NUNES, Ana Ignez B. L.; SILVEIRA, Rosemary do N. Psicologia da Aprendizagem. 3a. ed. rev. Fortaleza: EdUECE, 2015.

ROMANO, C. G.; CARVALHO, A. L.; MATTANO, I. D.; CHAVES, M. R. M.; ANTONIASSI, B. Perfil Químico: Um Jogo para o Ensino da Tabela Periódica. Revista Virtual Química, v.9, n. 3, 2017, p. 1235-1244.

SANTOS, S. C. Jogos cooperativos e jogos competitivos: manifestações de suas características em um ambiente educativo. Dissertação apresentada à Banca Examinadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNIMEP como exigência parcial para obtenção do título de Mestre em Educação – Práticas Educativas e Relações Sociais no Espaço Escolar e não Escolar. São Paulo: Piracicaba, 2017.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

WREDE, Klaus-Jürgen. Carcassonne- Jogo de tabuleiro. 2a. ed. Estados Unidos: Z-Man Games, 2016.

Publicado

2021-04-05

Como Citar

CRESPO, T. M.; VIEIRA, V. da S. Conquistando “QUIMIVILLE”: o lúdico no ensino- aprendizagem dos conteúdos de Química na EJA . Educitec - Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico, Manaus, Brasil, v. 7, p. e135021, 2021. DOI: 10.31417/educitec.v7.1350. Disponível em: https://sistemascmc.ifam.edu.br/educitec/index.php/educitec/article/view/1350. Acesso em: 25 jan. 2022.