O ensino e a aprendizagem de competências nos cursos superiores de engenharia

focos das pesquisas entre os anos 2001 e 2020

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31417/educitec.v7.1430

Palavras-chave:

Competências, Educação superior, Currículo

Resumo

O ensino e a aprendizagem de competências nos cursos superiores de engenharia têm sido foco de discussões devido às necessidades apresentadas pela sociedade brasileira e às novas Diretrizes Curriculares Nacionais publicadas em 2019. Por meio do mapeamento do estado de conhecimento, este estudo busca identificar quais são os principais focos de estudo sobre este campo por Programas de Po?s-Graduac?a?o stricto sensu brasileiros. Consultou-se o banco de dados da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações entre os anos 2001 e 2020, sendo analisados 18 trabalhos. Foram verificadas estratégias para o desenvolvimento de competências transversais e específicas e métodos de avaliação. Identificou-se a necessidade de pesquisas futuras abordarem metodologias e avaliações relacionadas às competências emergentes, como o uso de tecnologias, o empreendedorismo e a sustentabilidade, objetivando a formação integral dos alunos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

BRAGA, Olivia Ramos Moraes. Objeto de aprendizagem adaptativo no ensino da lógica booleana. 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica e Computação) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CES no 1, de 23 de janeiro de 2019a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br. Acesso em: 13 mai. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CES no 2, de 24 de abril de 2019b. Dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Engenharia. Disponível em: http://portal.mec.gov.br. Acesso em: 30 set. 2019.

CARNEIRO, Antônio Sávio Teixeira. Relação empresa/instituição: um estudo sobre o estágio supervisionado obrigatório desenvolvido no curso de engenharia de produção da Universidade Federal de Juiz de Fora. 2017. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Publica) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2017.

CNI - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022. Brasília: CNI, 2013.

CRUZ, Mariana Leandro; SAUNDERS-SMITS, Gillian N.; GROEN, Pim. Evaluation of competency methods in engineering education: a systematic review. European Journal of Engineering Education, Bruxelas, v.44, n.6, p. 1-29, 2019.

CURI, Luiz Roberto Liza. Introdução. In: OLIVEIRA, Vanderli Fava (Org.). A Engenharia e as novas DCNs: oportunidades para formar mais e melhores engenheiros. Rio de Janeiro: LTC, 2019.

FELÍCIO, Aline Cazarini. Modelo para avaliação de competências de estudantes de engenharia em fóruns on-line. 2019. Tese (Dotourado em Engenharia Mecânica) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Guaratinguetá, 2019.

FEITOSA, Edileia Bezerra. A importância da formação profissional complementar de discentes do ensino superior como subsídio à inserção no mercado de trabalho. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração) - Fundação Edson Queiroz Universidade de Fortaleza, Fortaleza, 2018.

FERREIRA, Márcia das Neves. O papel do estágio curricular supervisionado: um estudo de caso dos cursos de engenharia de produção do CEFET/RJ. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional de Sistemas de Gestão) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016.

GAMA, Sinval Zaidan. New Profile for an Electric Engineer in the Begining of the 21st Century. 2002. Tese (Doutorado em Engenharia Elétrica) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. Rio de Janeiro: Atlas, 2017.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. Rio de Janeiro: Atlas, 2019.

HENRI, Maria; JOHNSON, Michael D.; NEPAL, Bimal. A Review of Competency-Based Learning: Tools, Assessments, and Recommendations. Journal of Engineering Education, Washington DC, v. 106, n. 4, p. 607-638, 2017.

HORI, Clara Yoshiko. Descrevendo a (in)coerência entre consciência e práticas ambientais sustentáveis: um estudo com alunos de engenharia ambiental. 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Bauru, 2010.

IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciências e Tecnologia). BDTD: o que é, s.d. Disponível em: http://bdtd.ibict.br/vufind/Content/whatIs. Acesso em: 2 abr. 2021.

LOUREIRO, Solange Maria. Competências para a sustentabilidade/desenvolvimento sustentável: um modelo para a educação em engenharia no Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.

MANCIO, Marcelo Gaio. Educação empreendedora no ensino superior: proposta de um programa adequado ao contexto brasileiro. 2018. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2018.

MOROSINI, Marília Costa. Qualidade e Pesquisa em Educação Superior: algumas tendências. In: PULIN, Elsa Maria Mendes Pessoa; BERBEL, Neusi Apareida Navas (org.). Pesquisa em Educac?a?o: inquietac?o?es e desafios. Londrina: UEL, 2012. 487 – 412. 2014.

MOROSINI, Marília Costa; NASCIMENTO, Lorena Machado. Internacionalização da Educação Superior no Brasil: a produção recente em teses e dissertações. Educação em Revista, Belo Horizonte, v.33, n.1, p.1-27, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982017000100109&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 13 mai. 2021.

OLIVEIRA, Nelma Salomé Silva. Tipologia e frequência de métodos de ensino em disciplinas de formação profissionalizante em engenharia de produção. 2004. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade de São Paulo – São Carlos, 2004.

OLIVEIRA, Vanderlí Fava; ALMEIDA, Nival Nunes; CARVALHO, Dayane Maximiano; PEREIRA, Fernando Antonio Azevedo. Um estudo sobre a expansão da formação em engenharia no Brasil. Revista de Ensino de Engenharia, Brasília, v.32, n.3, p.37-56, 2013.

OLIVEIRA, Vanderli Fava. As inovações nas atuais diretrizes para a engenharia: estudo comparativo com as anteriores. In: OLIVEIRA, Vanderli Fava (org.). A Engenharia e as novas DCNs: oportunidades para formar mais e melhores engenheiros. Rio de Janeiro: LTC, 2019.

PASTORIO, Dioni Paulo. Processos avaliativos reflexivos integrados a tarefas contínuas no âmbito do ensino superior em física. 2018. Tese (Doutorado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde) – Universidade Federal de Santa Maria – Santa Maria, 2018.

RODOLFO, Michelle Welster Hatakana. Competência intercultural e sua contribuição para carreira: estudo com alunos de graduação de uma Universidade do Vale do Paraíba Paulista. 2016. Dissertação (Mestrado em Gestão e Desenvolvimento Regional) – Universidade de Taubaté, Taubaté, 2016.

SANTOS, Sinelândia Silva. Os Reflexos do Projeto Alfa Tuning América Latina no projeto pedagógico de curso de Engenharia Civil da Universidade Federal de Uberlândia. 2018. Dissertação (Mestrado em Estudos Interdisciplinares) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2018.

SCALLON, Gérard. Avaliação da aprendizagem numa abordagem por competências. Curitiba: PUCPRess, 2015.

SILLER, Thomas; JOHNSON Gearold; KORTE, Russel. Why engineers must be more than problem solvers. In: 2018 FORUM ON PHILOSOPHY, ENGINEERING AND TECHNOLOGY, 2018, College Park. Agenda and Book of Abstracts…College Park, 2018, p. 47. Disponível em: https://philosophyengineering.com/fpet-2018-1. Acesso em: 11 abr. 2021.

SILVA, Gildemberg da Cunha. Competências demandadas pelo mercado do norte do Brasil para a formação do engenheiro de produção. 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção e Sistemas) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2016.

SILVA, Neide Menezes. Sucesso e Insucesso na Educação Superior: as representações sociais dos estudantes do Centro Acadêmico do Agreste/UFPE. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.

SILVA, Valdir Carlos da. Matemática e estatística aplicadas a gestão da qualidade nos cursos de Engenharia de Produção no Brasil: um contraponto entre a formação e o mercado de trabalho. 2016. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, 2016.

SOUZA, Vitória Augusta Braga de. Competências empreendedoras no processo de formação do extensionista rural. 2013. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

TELLES, Pedro Carlos da Silva. A Engenharia e os Engenheiros na Sociedade Brasileira. Rio de Janeiro: LTC, 2015.

TIZIOTTO, Simone Aparecida. Modelo de avaliação do Aprendizado de Metacompetências (MAAM) em cursos de Engenharias. 2018. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Universidade de São Paulo – São Carlos, 2018.

ZABALA, Antoni; ARNAU, Laia. Como aprender e ensinar competências. Porto Alegre: Artmed. 2010.

Downloads

Publicado

2021-06-28

Como Citar

GARBIN, F. G. de B.; KAMPFF, A. J. C. O ensino e a aprendizagem de competências nos cursos superiores de engenharia: focos das pesquisas entre os anos 2001 e 2020. Educitec - Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico, Manaus, Brasil, v. 7, p. e143021, 2021. DOI: 10.31417/educitec.v7.1430. Disponível em: https://sistemascmc.ifam.edu.br/educitec/index.php/educitec/article/view/1430. Acesso em: 25 jan. 2022.