Desenvolvimento de um aplicativo mobile educacional para Medicina Nuclear

Autores

  • Jaqueline de Santana Figueredo Instituto Federal da Bahia
  • Ítalo Luís Gomes Lacerda dos Santos Instituto Federal da Bahia
  • Antônio Carlos dos Santos Souza Instituto Federal da Bahia
  • Wilson Otto Batista Instituto Federal da Bahia https://orcid.org/0000-0002-8464-5783

DOI:

https://doi.org/10.31417/educitec.v7.1711

Palavras-chave:

Medicina nuclear, Ensino, Disseminação de informação, Aplicativos móveis

Resumo

Toda aprendizagem é mediada pelas tecnologias disponíveis em suas respectivas épocas, dessa forma, é necessário saber aliar os objetivos de ensino com os suportes tecnológicos que melhor atendam aos objetivos da aprendizagem. Na prática da Medicina Nuclear existem peculiaridades por utilizar radiação ionizante emitida de fontes não seladas, trazendo riscos de exposição e contaminação. Nota-se então a necessidade da aplicação de novas formas de tecnologia associadas à aprendizagem e ao ensino no campo de Medicina Nuclear. Nesse contexto foi criado um aplicativo educacional para dispositivos móveis, inicialmente compatível apenas para sistema Android, com o propósito de contribuir para a difusão do conhecimento sobre Medicina Nuclear e criação de uma interação em rede social de coautoria e confiança entre os interessados no tema, e podendo ampliar as possiblidades no contexto de ensino e aprendizagem da área. O sistema é dinâmico permitindo interação do usuário através de questionários, fóruns de discussões, perguntas e respostas, além de disponibilizar informações relevantes sobre Medicina Nuclear, de forma confiável e organizada, servindo para especialistas da área e também iniciantes. Dessa forma, o aplicativo visa contribuir para a área de ensino, visto que é de extrema importância a aplicação da ciência básica, dos requisitos de proteção radiológica e requisitos de boas práticas para alcançar uso seguro e prudente de materiais radioativos em seres humanos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AGUIAR, E. V. B. As novas tecnologias e o ensino-aprendizagem. Vértices, v. 10,

n. 1/3, jan./dez. 2008.

ALBUQUERQUE, V. S., et al. A Integração Ensino-serviço no Contexto dos Processos de Mudança na Formação Superior dos Profissionais da Saúde. Revista Brasileira de Educação Médica. v. 32, n. 3 p. 356-362, Set. 2008.

AZEVEDO, A. C. P. Radioproteção em Serviços de Saúde. Programa de Radioproteção e Dosimetria da FIOCRUZ. SP, Instituto De Pesquisas Energéticas e Nucleares – IPEN, 2007.

BRASIL. Comissão Nacional de Energia Nuclear - Ministério Da Ciência, Tecnologia

E Inovação. Disponível em: http://www.cnen.gov.br/. Acesso em: 18 set. 2021.

BRASIL. Norma Nuclear CNEN NN 3.05. Requisitos de segurança e proteção radiológica para serviços de medicina nuclear. Diário Oficial da União, Brasília,

CHIESA, A. M., et al. A Formação de Profissionais da Saúde: aprendizagem significativa à luz da promoção da Saúde. CogitareEnferm. 2007 Abr/Jun; v.12, n.2,p.236-40.

HARAMITA, T. Aplicação dos princípios de radioproteção em medicina nuclear Tamara Haramita. - Botucatu. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Física

Médica) - Instituto de Biociências de Botucatu, Universidade Estadual Paulista,

IAEA. 10 Actions to Improve Radiation Protection in Medicine in the Next Decade.[s.l.],2012. Disponível em:https://www.iaea.org/sites/default/files/17/12/bonncall-for-action_por.pdf. Acesso em: 05 maio 2021.

KENSKI, V. M. Aprendizagem mediada pela tecnologia. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 4, n.10, p.47-56, set./dez. 2003.

MACHADO, M. A. D., et al. Revisão: Radioproteção aplicada à Medicina Nuclear.

Revista Brasileira de Física Médica. v.4, n.3, p. 47-52, 2011. Disponível em: https://www.rbfm.org.br/rbfm/article/view/9. Acesso em: maio de 2021.

MEHDIPOUR, Y.; ZEREHKAFI, H. Mobile Learning for Education: Benefits and

Challenges.International Journal of Computational Engineering Research, Vol,

Edição 6, 2013.

MITRE, S. M. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciência & Saúde Coletiva, v. 13(Sup 2):2133-2144, 2008.

MENDES, L. C. G; et al. Proposta de método de inspeção de radioproteção aplicada em instalações de medicina nuclear. Revista Radiologia Brasileira, vol. 37 (2): 115– 23, 2004.

NAVARRO, Marcus Vinicius Teixeira et al. Controle de riscos à saúde em radiodiagnóstico: uma perspectiva histórica. Hist. cienc. saude-Manguinhos, Rio de Janeiro , v. 15, n. 4, p. 1039-1047, 2008.

SOARES, F. A. P; PEREIRA, A. L e FLÔR, R. C. Utilização de vestimentas de

proteção radiológica para redução de dose absorvida: uma revisão integrativa da

literatura. Revista Radiologia Brasileira, vol. 44(2): 97–103, 2011.

PEREIRA, A. L. F. “As tendências pedagógicas e a prática educativa nas ciências da saúde.” Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 19(5):1527-1534, set-out, 2003.

RAMOS, et al. Recursos educativos digitais: reflexões sobre a prática. Papert, 2001.

THRALL, J. H.; ZIESSMAN, H. A. Medicina Nuclear. 2ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, 2006.

Publicado

2021-11-04

Como Citar

FIGUEREDO, J. de S.; SANTOS, Ítalo L. G. L. dos .; SOUZA , A. C. dos S. .; BATISTA , W. O. . Desenvolvimento de um aplicativo mobile educacional para Medicina Nuclear. Educitec - Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico, Manaus, Brasil, v. 7, p. e171121, 2021. DOI: 10.31417/educitec.v7.1711. Disponível em: https://sistemascmc.ifam.edu.br/educitec/index.php/educitec/article/view/1711. Acesso em: 25 jan. 2022.