A gestão baseada em competência é compatível com o Ensino Médio Integrado ao técnico na Rede Federal de Educação Profissional?

Autores

  • Juliana Vieira Galvão Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.31417/educitec.v4i08.573

Palavras-chave:

Gestão, Ensino para competência, Ensino médio profissionalizante

Resumo

Este artigo busca refletir sobre a pertinência da gestão baseada em competência no ensino médio integrado ao técnico. Visa, a partir de uma contextualização histórica tanto da educação profissional no Brasil quanto dos principais modelos de gestão de pessoas, delinear os princípios e diretrizes desses dois campos e problematizar sua articulação por meio do modelo baseado em competência. Para tanto, foi realizada uma revisão bibliográfica com fontes que analisam tanto a gestão baseada em competência em uma perspectiva desenvolvimentista e hegemônica, quanto autores do campo marxista. Conclui-se que, considerando os desdobramentos deste modelo no processo pedagógico e no mundo empresarial, a gestão baseada em competência assimilada sem uma profunda análise crítica coloca sérios obstáculos para a promoção de uma educação emancipadora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Juliana Vieira Galvão, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Bahia

Mestranda em Educação profissional PROFEPT - Polo Salvador. Possui graduação em Psicologia pela Universidade FUMEC (2003). Atualmente é psicóloga do Instituto Federal da Bahia- Campus Seabra.

Referências

ANTUNES, R. Os sentidos do trabalho: Ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. 3. ed. São Paulo: Boitempo editorial, 2000.

ARAÚJO, R.M.L.; RODRIGUES, D.S. Referências sobre práticas formativas em educação profissional: o velho travestido de novo frente ao efetivamente novo. Boletim Técnico do SENAC, Rio de Janeiro, v.36, n.2, p. 51-63, mai./ago. 2010.

BRASIL. Decreto nº 2.208 de 17 de abril de 1997. Regulamenta o § 2 º do art. 36 e os arts. 39 a 42 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Casa Civil, Brasília, DF, 17 abr. 1997.

BRASIL. Decreto nº 5.154 de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Casa Civil, Brasília, DF, 23 jul. 2004.

BRASIL. Decreto nº 5.707 de 23 de fevereiro de 2006. Institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, e regulamenta dispositivos da Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Casa Civil, Brasília, DF, 23 fev. 2006.

BACZINSKI, A.V.M.; COMAR, S.R. Gestão Escolar democrática e a pedagogia histórico-crítica: contradições, limites e possibilidades. RPGE– Revista online de Política e Gestão Educacional, São Paulo, v. 20, n. 2, p.145-165, mai./ago. 2016

CIAVATTA, M. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

COUTINHO, L.C.S; LOMBARDI, J.C. Notas introdutórias sobre gestão escolar na perspectiva da pedagogia histórico-crítica. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 16, n. 68, p. 224-238, out.2016. ISSN 1676-2584. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8647422>. Acesso em: 26 ago. 2018. doi: https://doi.org/10.20396/rho.v16i68.8647422.

FISCHER, A. L. Um resgate conceitual e histórico dos modelos de gestão de pessoas. In: LIMONGI-FRANÇA, A.C. As pessoas na organização. São Paulo: Editora Gente, 2002.

FREITAS, I.A; BRANDÃO, H.P. Trilhas de aprendizagem como estratégia para o desenvolvimento de competências. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO – ENANPAD, 29., 2005, Brasília. Anais..., Brasília: ANPAD, 2005.

FRIGOTTO, G; CIAVATTA, M; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

GAULEJAC, V. Gestão como doença social: ideologia, poder gerencialista e fragmentação social. 3. ed. São Paulo: Ideias & Letras, 2007.

GENTILI, P. O direito à educação e as dinâmicas de exclusão na América Latina. Educ. Soc., Campinas, v. 30, n. 109, p. 1059-1079, Dez. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302009000400007&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 26 ago. 2018.

MACHADO, L. Educação básica, empregabilidade e competência. Revista Trabalho e Educação, Belo Horizonte, n. 3, jan. /jul. 1998.

MOURA, D. H. Educação básica e educação profissional e tecnológica: dualidade histórica e perspectivas de integração. Holos, Natal, Ano 23, v. 2, 2007.

OLIVEIRA, F. Crítica à razão dualista: O ornitorrinco. São Paulo: Boitempo editorial, 2003.

PARO, V. H. Diretor escolar: educador ou gerente? São Paulo: Cortez, 2015.

PEREIRA, G. O papel da educação na emancipação humana. In: SEMINÁRIO NACIONAL ESTADO E POLÍTICAS SOCIAIS, 6., 2014, Toledo. Anais..., Toledo: UNIOESTE, 2014. Disponível em: <http://cac-php.unioeste.br/eventos/Anais/servico-social/anais/TC_PAPEL_EDUC_EMANCIPACAO_HUMANA.pdf>. Acesso em: 14 maio 2018.

Ramos, M.N. Concepção do ensino médio integrado. Texto apresentado em seminário promovido pela Secretaria de Educação do Estado do Pará, Belém, 2008. Disponível em: http://forumeja.org.br/go/sites/forumeja.org.br.go/files/concepcao_do_ensino_medio_integrado5.pdf . Acesso em: 25 maio 2018.

SAVIANI, D. A educação e o desafio das novas tecnologias. In: FERRETI, C. J; ZIBAS, D. M. L.; MADEIRA, F. R. et al. (Org). Novas tecnologias, trabalho e educação- um debate multidisciplinar. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1994.

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. 11 ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2011.

UNESCO. O Ensino e a formação técnico profissional: uma visão para o século XXI. In: CONGRESSO INTERNACIONAL SOBRE ENSINO TÉCNICO E PROFISSIONAL, 2.,1999, Seul. Recomendações. Seul: UNESCO, 1999. Não paginado.

Downloads

Publicado

14-11-2018

Como Citar

GALVÃO, J. V. A gestão baseada em competência é compatível com o Ensino Médio Integrado ao técnico na Rede Federal de Educação Profissional?. Educitec - Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico, Manaus, Brasil, v. 4, n. 08, 2018. DOI: 10.31417/educitec.v4i08.573. Disponível em: https://sistemascmc.ifam.edu.br/educitec/index.php/educitec/article/view/573. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Edição Especial 2018: Gestão e Práticas Educativas na Educação Profissional
Received 2018-08-26
Accepted 2018-10-25
Published 2018-11-14